Exercícios de letras

Descrição

Esta folha de prática de caligrafia inclui uma série de palavras diagonais e letras escritas em nasta‘liq comum, uma escrita cursiva persa. As letras são usadas em combinações, às vezes rendendo aglutinações fantasiosas e às vezes formando palavras reais, voltadas para cima e para baixo no fólio. A escrita é executada em tinta marrom num fundo de cor creme, emoldurada por uma margem azul e colada numa folha decorada com videiras e flores entrelaçadas. Essas folhas, conhecidas em persa como siyah mashq (literalmente, prática preta), eram totalmente cobertas por escritas como forma de praticar caligrafia e economizar papel. Como um gênero consagrado, as folhas de exercícios aderiram a certas regras de composição formal, em grande parte guiadas por ritmo e repetição. Com o tempo, tornaram-se itens colecionáveis, passando então a incluírem datas e assinaturas. Muitos fragmentos, como o que apresentamos aqui, recebiam diversas margens decorativas e eram colados em folhas ornamentadas com plantas ou flores douradas. Este siyah mashq em especial apresenta no canto uma assinatura de Mir ‘Imad al-Hasani (falecido em 1615), um famoso mestre persa da caligrafia nasta‘liq. Ele assinou seu nome “‘Imad” quatro vezes, como um gesto brincalhão que imita a natureza repetitiva da própria prática. Como este fragmento, muitas folhas de siyah mashq produzidas na virada do século XVII por ‘Imad al-Hasani foram preservadas e iluminadas por Muhammad Hadi por volta de 1747 a 1759. Este siyah mashq mostra como um mestre de caligrafia praticava seu ofício durante o período safávida na Pérsia (Irã). Diversas outras folhas de siyah mashq estão preservadas na Biblioteca do Congresso.

Última Atualização: 30 de setembro de 2016