Exercício de letras

Descrição

Este fragmento caligráfico inclui um exercício na caligrafia nasta'liq que consiste em mufradat (combinar letras) em várias formações. Álbuns de exercícios mufradat incluem al-huruf al-mufradah ou, na tradição otomana, huruf-i muqatta'a (as letras individuais) do alfabeto árabe em sequência, seguidas por letras em sua forma composta. Os livros de exercícios começaram a surgir pelo menos no século XVI. Eles eram usados como livros de exemplares de caligrafia, a fim de introduzir os estudantes à prática da caligrafia manual e fornecer cadeias de transmissões de conhecimento caligráfico ao longo dos séculos. Este fragmento em particular testemunha a prática dos exercícios mufradat em caligrafia nasta'liq, que parece ter existido entre os calígrafos ativos na Índia do século XVIII. A caligrafia e os padrões decorativos — especialmente o papel abri ou ebru (marmorizado), usado tanto no painel de texto quanto na moldura externa sustentada por papel-cartão — embasam a hipótese de tal proveniência. Embora o painel caligráfico não esteja assinado, uma nota aparece no verso do fragmento. Ela diz: “bi-khatt-i [pelas mãos de] Muhammad Sa'd al-Din”. Esta nota pode ser uma atribuição tardia do painel caligráfico a Muhammad Sa'd (ou Sa'id) al-Din, sobre quem não se têm informações.

Última Atualização: 31 de julho de 2014