Versos do Alcorão

Descrição

Este fragmento corânico inclui, no lado esquerdo, o cabeçalho da sura e os dois primeiros versos do 14º capítulo do Alcorão, intitulado Ibrahim (Abraão). No lado direito, há os versos 6 e 7 da mesma sura, uma continuação dos versos do capítulo anterior (2 a 6) está presente no verso do fólio. Combinados, o anverso e o verso do fragmento fornecem o título e os primeiros sete versos da Sura Ibrahim, que discute como cada nação recebeu seu próprio profeta, incumbido de trazer a mensagem de Deus. Nos versos 5 a 6, Moisés é apresentado como o profeta que levou o conhecimento de Deus ao seu povo, libertando-o do Faraó. O cabeçalho da sura, no lado esquerdo do topo do fragmento, está escrito em caligrafia kufi, típica de alguns dos mais antigos manuscritos do Alcorão ainda existentes. O cabeçalho, que fornece o título do capítulo e seu número de versos (erroneamente, 51, em vez de 52), está escrito de maneira que a cor bege do fólio aparece através do painel iluminado e dos contornos pretos das letras. O painel iluminado, decorado com motivos de folhas azuis e brancas, apresenta uma palmeta que se projeta para fora da margem esquerda. Este tipo de painel — chamado tabula ansata, em referência ao seu protótipo romano — também é típico dos Alcorões mais antigos do século IX. A parte restante do texto, que forma a legenda do capítulo, ou seja, Nuzilat bi-Makkah (Revelado em Meca), foi executada em tinta dourada entre dois retângulos localizados no centro da margem esquerda do fólio. O texto do capítulo foi executado em caligrafia naskh (cursiva) antiga, com vocalização total em tinta preta e outros marcadores ortográficos — como o tashdid (duplicação de consoantes) — destacados com tinta vermelha. Os marcadores de versos consistem em rosetas douradas de seis pétalas com pontos vermelhos nos seus perímetros. A combinação da caligrafia kufi para cabeçalhos de capítulos e a caligrafia naskh antiga no texto aparece em Alcorões produzidos no Iraque e na Pérsia durante os séculos XI a XIII.

Última Atualização: 3 de maio de 2016