Al-Fatihah

Descrição

Este fragmento corânico contém o primeiro capítulo do Alcorão, intitulado al-Fatihah (A abertura). Recitada no início do Alcorão, esta sura proclama Deus como Gracioso e Misericordioso, bem como Mestre do Dia do Julgamento, suplicando que Ele guie seus seguidores pelo caminho correto. Os painéis iluminados da parte superior e inferior contêm um texto, delineado em tinta dourada de modo que se permita que o fólio de cor clara apareça por baixo, afirmando que esta sura é Fatihat al-Kitab al-'Aziz (A abertura do Livro Sagrado) e contém sete ayat (versos; singular ayah) revelados em Meca. Estas cartelas iluminadas contêm motivos de vinha dourada e flores que se entrelaçam sobre um fundo azul. Na margem direita aparecem duas rodelas decorativas de cor dourada e azul, bem como uma semi-rodela, ao centro. O texto propriamente dito foi escrito em uma caligrafia cursiva chamada naskh, e cada verso é separado por um marcador de ayah que consiste em uma roseta de seis pétalas com pontilhados azuis e dourados em seu perímetro. Tanto a caligrafia, quanto a iluminação são típicas dos Alcorões produzidos no Egito Mameluco, durante os séculos XIV e XV. Acima dos dois primeiros marcadores de ayah, na primeira linha de texto imediatamente após a inicial bismillah (em nome de Deus) aparece a palavra la (não) em tinta vermelha, o que indica que, ao atingir estes pontos, o recitador não deve parar. Finalmente, este fragmento é peculiar por haver quatro marcadores de versos adicionais ao final da sura. O erro foi parcialmente ratificado por meio da adição do louvor final exclamatório amin (amém) entre o último marcador de verso correto e o primeiro marcador adicional. Os espaços entre os três últimos marcadores de versos, na linha inferior, permanecem vazios.

Última Atualização: 16 de abril de 2015