Versos do Alcorão

Descrição

Este fragmento caligráfico inclui os versos 20 a 21 do 46º capítulo do Alcorão, intitulado al-Ahqaf (As sinuosas trilhas de areia). O texto continua com os versos 21 a 24, no verso do fólio. Surat al-Ahqaf é o sétimo e último capítulo de uma série de suras que começam com as misteriosas letras abreviadas ha−mim (h−m). Ele discute a Criação, seu propósito e justificação. Aqueles que não creem em Deus e em Sua Criação sofrerão o tormento no Dia do Julgamento. O título desta sura vem dos longos e sinuosos caminhos nas dunas de areia que caracterizam o país do povo de 'Ad, adjacente a Ḥaḍramawt, no sul do Iêmen. O verso 20 diz: “E no dia em que os infiéis forem colocados diante do Fogo / Ser-lhes-á dito: ‘Recebestes vossas boas coisas / Na vida mundana, / E vós vos regozijastes com elas. / Mas hoje vós recebereis a pena da humilhação”. O verso 21 avisa: “Menciona Hud, um dos irmãos de 'Ad. / Cuidado, alertou ao seu povo sobre as sinuosas trilhas de areia. / Mas houve outros que avisaram antes e após ele. / Não venere ninguém além de Deus. / Eu realmente temo por tua pena no Grande Dia”. O texto no anverso foi executado no lado da pele do pergaminho. Como resultado, a tinta marrom foi substancialmente gasta. Este Alcorão foi escrito em sete linhas por página, na caligrafia kufi, típica dos séculos IX e X. Esta caligrafia é bastante particular, por causa das hastes horizontais das letras, que foram estendidas na vertical. Pontos vermelhos indicam vocalização. Não há nem sinais diacríticos, nem marcadores de versos.

Última Atualização: 6 de abril de 2015