O som da insanidade

Descrição

Este fragmento caligráfico inclui quatro versos de poesia em persa que descrevem o indicador simples e o som da insanidade (ou seja, a corrente): Os versos dizem: “Eu e a corrente que / Andávamos e nos lamentávamos juntos / (é isto o que) causa a separação entre a loucura, / o regozijo e a sabedoria”. O texto está escrito em caligrafia nasta'liq em tinta branca sobre fundo vermelho. As linhas de texto estão separadas por faixas verdes e azuis decoradas com motivos florais e de vinhas e pintadas em ouro. No canto inferior direito aparece a assinatura do calígrafo: katabahu al-'abd ahqar al-anam (escrito pelo servo, o mais humilde dos mortais), Munshi Ram. O calígrafo pode ser identificado como Munshi Ram (1737 a 1790), um escritor especializado nas línguas árabe e persa, ativo em Rādhānagar, na Bengala Ocidental, Índia. Outro exemplar assinado por Munshi Ram é mantido nas coleções da Biblioteca do Congresso. A julgar pelos dois exemplares, ele parece ter sido um calígrafo que preferia escrever versos na caligrafia nasta'liq, usando tinta branca sobre fundo vermelho.

Última Atualização: 11 de maio de 2015