Togo sob a Bandeira Alemã

Descrição

A Alemanha, um retardatário na competição entre as potências europeias pelas colônias na África, estabeleceu o protetorado de Togolândia em 1884. Abrangendo o território dos atuais Togo e da Região de Volta no Distrito de Gana, no oeste da África, Togo foi retratada pelos círculos imperiais alemães como uma colônia modelo, financeiramente auto-suficiente e beneficiada por pontes, estradas, ferrovias e construída para suportar uma indústria agrícola baseada nas exportações de cacau, café, e algodão. Os historiadores mais tarde questionaram esta caracterização, observando o tratamento, muitas vezes duro, dos togoleses sob o domínio Alemão. As autoridades alemãs utilizaram expedições científicas para estender seu controle para o interior da colônia. Heinrich Klose foi um pesquisador de Berlim que, em 1894-98, passou quase quatro anos no Togo e fez parte de uma expedição para as áreas do norte. Togo unter deutscher Flagge (Togo sob a bandeira Alemã) é seu relato de sua estada e da expedição para o norte. O livro contém informações valiosas sobre a geografia, o povo e a economia do país, mas também se destina a validar a tese de colônia-modelo e argumentar que o sucesso de Togolândia comprovava as habilidades da Alemanha como potência imperial. A Alemanha perdeu a colônia em 1914, quando foi ocupada por forças francesas e britânicas nos primeiros dias da Primeira Guerra Mundial.

Data de Criação

Data do Assunto

Informação da Publicação

Dietrich Reimer, Berlim

Idioma

Título no Idioma Original

Togo unter deutscher Flagge

Outras Palavras-Chave

Tipo de Item

Descrição Física

xxii, 561 páginas, frontispício, ilustrações, placas, mapa dobrado, plano dobrado, facsímile. 25 centímetros

Referências

  1. Dennis Laumann, “A Historiography of German Togoland, or the Rise and Fall of a ‘Model Colony,’” History in Africa 30 (2003).

Estrutura Internacional para a Interoperabilidade de Imagens (IIIF) Ajuda

Última Atualização: 18 de setembro de 2015