Colofão do “Makhzan al-Asrar” de Niẓāmī e página de rosto da “Khusraw va Shirin” de Niẓāmī

Descrição

Este fólio contém a página de rosto iluminada do segundo livro do Khamsah (Quinteto) de Niẓāmī, intitulado Khusraw va Shirin, e o colofão da obra precedente, Makhzan al-Asrar (O tesouro dos segredos). Escrito durante as últimas décadas do século XII, o Khamsah consiste em cinco livros escritos em dísticos rimados. Ao lado do Shahnamah (Livro dos reis) de Firdawsī, o Khamsah destaca-se como um dos grandes monumentos da poesia persa medieval. Ele aborda o relacionamento amoroso entre o último rei sassânida, Khusraw Parvīz (590 a 628), e sua bela amante, Shirin, com muitos dos episódios narrados na história girando em torno das complicações causadas pelos truques do rei e da força e fidelidade de sua amante. A página de rosto iluminada mostrada aqui inclui um cabeçalho do livro, escrito com tinta branca. O título aparece em um plano de fundo dourado decorado com flores vermelhas e azuis. Ao redor do painel do título e da superfície escrita, aparecem faixas de decoração iluminada, tanto em planos de fundo dourados quanto azuis. Na parte de trás deste fólio aparecem as últimas linhas do Makhzan al-Asrar, uma obra didático-filosófica. As linhas finais do Makhzah al-Asrar estão executadas em formato de página-tapete, isto é, com linhas horizontais e diagonais alternadas e decoração iluminada nos espaços triangulares ou retangulares restantes. Na parte inferior do fólio, aparece o colofão da obra, onde consta que o livro foi finalizado graças a Deus, mas nem a data de finalização do livro, nem o nome do calígrafo foram informados. A iluminação, a disposição do texto e a caligrafia nasta'liq são típicas de manuscritos feitos na cidade de Shiraz durante a segunda metade do século XVI.

Última Atualização: 24 de dezembro de 2013