Versos do Alcorão

Descrição

Este fragmento inclui, no anverso, o último verso (110) do décimo oitavo capítulo do Alcorão, intitulado Surat al-Kahf (A caverna). O cabeçalho do capítulo seguinte (19), intitulado Surat Maryam (Maria), aparece no verso do fragmento. O texto corânico propriamente dito foi escrito em sobras de papel na antiga caligrafia persa naskh, contando com traduções interlineares para o persa. Assim como o cabeçalho do capítulo no verso, a última linha da Surat al-Kahf foi escrita em caligrafia kufi oriental entrelaçada, com nós executados em tinta preta nas hastes das letras e em tinta vermelha para o entrelaçamento vertical entre elas, semelhante a uma vinha. As últimas três palavras do verso 18:110, “não admita ninguém como parceiro na adoração de Deus”, escritas em caligrafia kufi oriental entrelaçada, também contam com tradução sublinear para o persa. O único marcador de versos presente no fragmento consiste em uma roseta de seis pétalas preenchida com tinta amarela e decorada com três pontos vermelhos em seu contorno. O verso desse fragmento inclui o cabeçalho do capítulo 19, bem como a bismillah inicial da surata (em nome de Deus). O título,Surat Maryam, 'alayha al-salam (O capítulo de Maria, que a paz esteja com ela), foi escrito em tinta dourada sobre um fundo vermelho decorado com vinhas brancas entrelaçadas. A bismillah foi escrita em caligrafia kufi oriental entrelaçada semelhante à última linha da escrita no anverso do fragmento. As tranças formam desenhos de trevos de três folhas entrelaçados ou de nós semelhantes a correntes, no meio dos quais aparecem desenhos de trevos de quatro folhas realizados em tinta vermelha. Kufi oriental e naskh persa são caligrafias típicas, praticadas nas terras da Pérsia entre os séculos XI e XIII.

Última Atualização: 6 de abril de 2015