Divã do Sultão Husayn Mirza

Descrição

Este fólio inclui dez linhas de poesia a partir de um divã (coletânea de poemas) escrito em turco chagatai pelo último governante timúrida, Sultão Husayn Mirza (1438-1506). Executado em escrita Nasta'liq através de um processo de decupagem, o fragmento pertence a um manuscrito agora disperso, possivelmente caligrafada por Ali Sultan al-Mashhadi por volta de 1490. Mirza Husayn Sultan b. Mansur b. Bayqara era governador de Kurasan (Coração), com base em sua capital Herat (atual Afeganistão), a partir de 1469 até sua morte em 1506. A cidade era um importante centro cultural, atraindo poetas turcos e persas, assim como historiadores, artistas e calígrafos. O governante compôs poesia sob o pseudônimo Husayni, e seus poemas em turco chagatai (ghazals em verso ramal) foram compilados em uma coleção chamada Divan-i Husayni. As letras deste fólio não são escritas em tinta, mas foram cortadas muito habilidosamente de um papel azul colado em um fundo de cor creme, com uma moldura marginal decorada com ouro salpicado sobre um fundo azul. Esta técinica de decupagem é conhecida como qit'a, ou, literalmente, um recorte, e artistas especializados nesta técnica foram chamados qati'an (recortadores). A caligrafia de decupagem tornou-se popular em torno do último quarto do século XV, como deixa claro o tratado de Qadi Ahmad, de a.H. 1015 (1606 d.C.).

Última Atualização: 30 de setembro de 2016