Versículos do Alcorão (9:33-36)

Descrição

O reto deste fragmento contém versículos 33-34 da surata (capítulo) nove do Alcorão, al-Tawbah (O arrependimento), também conhecido como Surat al-Bara'ah (A imunidade) da palavra de abertura da surata, já que é a única surata cuja introdução bismillah (Em nome de Deus) não está afixada. Estes versículos falam sobre como os homens devem lutar contra os inimigos pagãos e conservar sua fé. No canto superior esquerdo da folha está um marcador de hizb (seção), constituído de círculos concêntricos azuis e dourados, remates azuis no seu perímetro, e a palavra hizb escrita no centro. O marcador de ayat (versículo) que aparece no centro da linha superior, é composto de uma flor com pétalas, contornada em tinta marrom escura, com um centro vermelho e preenchido de folha de ouro. Marcas diacríticas em vermelho parecem ter sido acrescentadas posteriormente, para facilitar a pronúncia e recitação. O verso do fragmento contém os versículos 34-36 da mesma surata, que falam sobre recompensa e castigo, bem como a necessidade de lutar contra os pagãos. O texto está escrito em tinta marrom escura, em um papel de tecido bege. A escrita é masahif, que foi usada para copiar o Alcorão (e ocasionalmente, para cópias da Bíblia também). É uma versão menor e menos rígida do Muhaqqaq, com o qual é muitas vezes confundido. Junto com as escritas cursivas naskh e muhaqqaq, masahif é a mais popular de todas as escritas do Alcorão. O esquema de cinco linhas por página é típico de Alcorões do século XV durante o Egito Mameluco (1250-1517).

Data de Criação

Data do Assunto

Idioma

Título no Idioma Original

Qur'anic Verses (9:33-36)

Tipo de Item

Descrição Física

18,5 X 25,8 centímetros

Observações

  • Manuscrito: masahif.

Estrutura Internacional para a Interoperabilidade de Imagens (IIIF) Ajuda

Última Atualização: 27 de abril de 2016