Sacerdotes astecas realizando um sacrifício para os deuses ao queimar incenso e oferecer sangue

Descrição

O Códice Tovar, atribuído ao jesuíta mexicano Juan de Tovar do século XVI, contém informações detalhadas sobre os ritos e cerimônias dos astecas (também conhecidos como mexicas). O códice é ilustrado com 51 pinturas de página inteira em aquarela. Fortemente influenciado por manuscritos pictográficos do período pré-contato, as pinturas são de qualidade artística excepcional. O manuscrito está dividido em três seções. A primeira seção é uma história das viagens dos astecas antes da chegada dos espanhóis. A segunda seção, uma história ilustrada dos astecas, compõe o corpo principal do manuscrito. A terceira seção contém o calendário Tovar. Esta ilustração da segunda seção mostra dois sacerdotes com corpos azuis fazendo oferendas aos deuses. Um segura um incensório e um saco, enquanto o outro se fura com um espinho de cacto. No centro está um vaso trançado com três espinhos de cactos cobertos de sangue, que serão oferecidos aos deuses. Os sacerdotes, chamados de tlamacazqui (protetores dos deuses), reconhecíveis por seus cabelos longos amarrados por três arcos, queimam copal (ou copalli, uma resina seca feita a partir de várias árvores) e oferecem sangue aos deuses mutilando-se com espinhos de cactos.

Data de Criação

Data do Assunto

Informação da Publicação

México

Idioma

Título no Idioma Original

Sacerdotes de los idolos, y como de noche offrescian sacrifficio, quemando encienso y atravesandose las pantorrillas

Tipo de Item

Descrição Física

Aquarela sobre papel; 21 x 15,2 centímetros

Observações

  • Ilustração no reto da folha 126

Estrutura Internacional para a Interoperabilidade de Imagens (IIIF) Ajuda

Última Atualização: 26 de outubro de 2012