Americano, francês e chinês

Descrição

Após quase dois séculos de contato restrito com o exterior, o Japão passou a se expor cada vez mais à cultura ocidental na década de 1850, à medida que novos acordos comerciais passaram a demandar maior interação multicultural. A importação de tecnologia e costumes desconhecidos passou a criar ansiedade e medo entre a classe popular japonesa, e sua grande curiosidade fica evidente nas descrições detalhadas de temas estrangeiros feitas por artistas ukiyo-e (retratos do mundo flutuante). Hiroshige II (por volta de 1826-1869) foi aluno e filho adotivo do grande mestre em paisagens, Utagawa Hiroshige (1797-1858). Nesta gravura de 1860, Hiroshige II ilustra três espectadores observando um objeto invisível ou um evento além da moldura. Uma mulher segura uma taça e ela está sentada ao lado de um homem que está olhando através de binóculos, enquanto um chinês toca a sua própria cabeça. Os três mostram a visão do artista dos americanos, franceses e chineses.

Data de Criação

Data do Assunto

Informação da Publicação

Kinrindō, Japão

Idioma

Título no Idioma Original

亜墨利加 仏蘭西 南京

Tipo de Item

Descrição Física

1 gravura em papel hosho: xilogravura, cor, 35 x 25,2 centímetros (bloco), 25 x 25,2 centímetros (folha)

Estrutura Internacional para a Interoperabilidade de Imagens (IIIF) Ajuda

Última Atualização: 5 de março de 2012