Guiné

Descrição

O estudo da história, geografia, população, estruturas administrativas e  economia da Guiné Francesa foi publicado em 1906, simultâneamente à Exposição Colonial Francesa em Marselha. Nos anos anteriores à Primeira Guerra Mundial, o império global da França, segundo em tamanho somente em relação ao dos britãnicos, atingia seu apogeu. Esta exposição foi projetada para glorificar a missão civilizadora da França, assim como para destacar seu comércio lucrativo com as colônias, cuja maioria passava pelo porto de Marselha. Encravado entre a Guiné Portuguesa, ao norte, e Serra Leoa, controlada pela Grã-Bretanha, ao sul, a Guiné ficou sob domínio francês até o final do século XIX . Em 1895, tornou-se parte da África Ocidental Francesa, juntamente com a Costa do Marfim, Daomé, Senegal e Chade. Esta obra, como outras produzidas para a exposição de Marselha, descreve em detalhes como os franceses administravam suas colônias. Ressalta, por exemplo, que o serviço de correios e telégrafos contava com 25 agências, 2.600 km de linhas telegráficas e uma rede urbana de telégrafos. Dos 160 funcionários empregados no serviço, 28 eram da França metropolitana, enquanto que 132 eram africanos. Em 1958, a Guiné Francesa se tornou a República Independente da Guiné.

Data de Criação

Data do Assunto

Informação da Publicação

É. Crété, Corbeil, França

Idioma

Título no Idioma Original

La Guinée

Outras Palavras-Chave

Tipo de Item

Descrição Física

459 páginas : ilustrações, mapas ; 26 centímetros

Estrutura Internacional para a Interoperabilidade de Imagens (IIIF) Ajuda

Última Atualização: 18 de setembro de 2015