Denier

Descrição

Carlos Magno (742-814) foi coroado imperador dos romanos em 800. No entanto, moedas com o seu título imperial são tão raras que acredita-se que ele as tenha cunhado somente após 812, quando recebeu o reconhecimento como Imperador do Ocidente, pelo imperador do Império Romano do Oriente. Esta moeda de prata denier é típica daquelas produzidas durante o Renascimento Carolíngio, período em que a arte, a cultura e a religião prosperaram sob a influência de Carlos Magno. Essas moedas incluem um busto imperial clássico e um verso muitas vezes inspirado na cunhagem romana: um portão de cidade (em Arles, Rouen, ou Tréveris), um navio (em Quentovic ou Dorestad), uma cunhagem de ferramentas (em Melle) ou um templo, tal como nesta peça. As moedas eram marcadas com letras sob o busto indicando onde elas foram feitas. A letra M nesta moeda significa Mainz; aquelas marcadas com C foram feitas em Cologne, F, em Frankfurt e V, em Worms. Os exemplares sem letras são atribuíveis a Aquisgrano. Esta moeda contém o que parece ser um retrato real de Carlos Magno, tornando-o comparável em importância ao retrato literário de Einhard em sua biografia de Carlos Magno, escrita logo após a morte do imperador, ou a estátua equestre do século IX de Carlos Magno, atualmente no Museu do Louvre.

Última Atualização: 15 de abril de 2016