Mapa do Estreito de Magalhães e de parte da Terra do Fogo, Elaborado em 1786

Descrição

Este complexo mapa da expedição científica ao Estreito de Magalhães, entre 1785-86, sob o comando de Antonio de Córdoba (1740?-1811), representa o primeiro estudo abrangente da região. O mapa inclui referências a portos, baías, canais e a outros aspectos naturais, uma legenda codificada, além de uma explicação detalhada e observações. Córdova foi um comandante (Tenente-General) da marinha espanhola que participou de várias batalhas, campanhas e expedições científicas por todo o Império espanhol e mais além. Estas atividades o levaram a Havana em 1761, a Argel, em 1767, ao Peru, ao Chile e à Nova Granada, entre 1768-72, ao Brasil, ao Uruguai, e às Ilhas Malvinas na década de  1760, e ao Estreito de Magalhães, na década de 1780. Durante a segunda metade dodo século XVIII, as potências européias promoveram expedições científicas e levantamentos topográficos nas Américas, bem como em outras partes do mundo. Sob o comando do rei Carlos III (1759-88), a Espanha lançou expedições à várias partes de seu vasto império para fins científicos, comerciais, políticos e militares. Produto de uma destas expedições, este mapa é parte da coleção cartográfica da Real Escola de Navegação da Biblioteca do Congresso, adquiridos de Maggs Brothers, em Londres.

Data de Criação

Data do Assunto

Idioma

Título no Idioma Original

Carta Reducida del Estrecho de Magallanes y Parte de la Costa del Fuego Levantado en el Año de 1786

Tipo de Item

Descrição Física

1 mapa manuscrito, em aquarela e bico-de-pena; 56 x 85 centímetros

Observações

  • Escala aproximadamente 1:810.000.

Estrutura Internacional para a Interoperabilidade de Imagens (IIIF) Ajuda

Última Atualização: 29 de setembro de 2014