Ensinamentos de Li Jianluo

Descrição

Este trabalho é uma coletânea de escritos de Li Cai (1529–1606), natural de Fengcheng, província de Jiangxi. Li Cai, também chamado de Jianluo xian sheng (Mestre Jianluo), recebeu seu diploma jin shi em 1562. Trabalhou em vários cargos, incluindo um posto militar durante a campanha contra Burma no reinado de Wanli. Aproveitou uma série de promoções na carreira, mas também foi preso. Era conhecido principalmente como filósofo, neo-confuciano e professor. Sua biografia está registrada no 227º juan de Ming shi (A história de Ming), escrita por Chen Zhihe, um de seus discípulos, que também foi compilador de seu trabalho e autor de um de seus prefácios. Os trabalhos coletados aqui são principalmente escritos de Li Cai relacionados ao confucianismo, budismo, taoismo e às diferenças entre essas religiões. No início, Li Cai foi seguidor de Zou Shouyi (1491–1562), discípulo de Wang Yangming, o filósofo Ming e a figura neo-confuciana mais importante após Zhu Xi. Entretanto, Li Cai estabeleceu sua própria doutrina de ética, enfatizando o cultivo da pessoa, e tentou transmitir "o modo" e sua doutrina como representante dos ensinamentos confucianos. Este trabalho de oito juan, em quatro volumes, impressos durante o período Wanli (1572–1620), inclui mais de dez trabalhos de Li, dentre eles Guan wo tang gao (Manuscritos do Palácio de Guanwo), Lun yu da yi (Significados dos Analectos), Dao xing shan bian (Anotações sobre o modo da boa natureza), and Zheng xue tang gao (Manuscritos do Palácio de Zhengxue). O livro foi impresso para um público maior, mas sua circulação foi limitada. Este trabalho foi revisado por Ning Xian e editado por Chi Zhuoying, ambos discípulos de Li, e Wu Daokun escreveu o posfácio.

Data do Assunto

Informação da Publicação

China

Idioma

Título no Idioma Original

見羅李先生經正錄

Tipo de Item

Descrição Física

8 juan em 4 volumes

Estrutura Internacional para a Interoperabilidade de Imagens (IIIF) Ajuda

Última Atualização: 3 de maio de 2013