Ensinamentos da escola confuciana na província de Shanxi

Descrição

Esta obra foi escrita por Wen Xiangfeng (1577–1642), um oficial no final do período Ming. Ele recebeu seu jin shi em 1610 e ocupou muitos postos, dentre eles o de comissário assistente da província de Shanxi, vice-comissário da Corte do Haras Imperial e secretário do Gabinete de Cerimônias do Gabinete de Ritos em Nanjing. No entanto, Wen Xiangfeng dedicou a maior parte de seu tempo a ensinar e realizar palestras, e era localmente conhecido como um pensador confuciano. Em 1621, ele se tornou o chanceler literário provinciano de Shanxi, onde escreveu seu livro, publicado no primeiro ano do reinado Tianqi (1621–1627). O livro compreende 16 juan, em 16 volumes, e inclui um prefácio escrito pelo autor. Ele não teve grande circulação. Wen era um seguidor de Shao Yong (1011–1077), o filósofo Song, cosmólogo, poeta e historiador muito influente sobre o desenvolvimento do neoconfucionismo na China. Com este trabalho, Wen Xiangfeng esperava que sua escrita seguisse as doutrinas dos cinco clássicos confucianos. Ele dizia que seu maior objetivo era se ater a padrões morais e éticos rigorosos, demonstrar fidelidade rígida ao país e ao imperador, o que superava laços de sangue, e servir, respeitar e idolatrar o Paraíso (pai simbólico do imperador). Ele tentava unir temas astronômicos às suas teorias, dedicando-se ao trabalho representativo de Shao Yong, Huang ji jing shi (Livro dos princípios supremos que governam o mundo) e discutindo os ensinamentos e questões religiosas de Confúcio. Ele tinha opiniões negativas sobre o cristianismo, trazido à China por missionários. Wen Xiangfeng também era conhecido como um poeta e autor publicado de coleções de poesia.

Data de Criação

Data do Assunto

Informação da Publicação

China

Idioma

Título no Idioma Original

河汾教

Outras Palavras-Chave

Tipo de Item

Descrição Física

16 juan em 16 volumes

Estrutura Internacional para a Interoperabilidade de Imagens (IIIF) Ajuda

Última Atualização: 3 de dezembro de 2013