Genealogia da família Ma

Descrição

Este manuscrito é um conjunto de registros que documenta as obras e as ações de quatro membros da família Ma, proeminente em Liaoyang, nordeste da China. Eles são Ma Mingpei (1600-1666), seu filho Ma Xiongzhen (1634-1677), seu neto Ma Shiji (1650-1714) e seu bisneto Ma Guozhen (1666-1720). Ma Mingpei ascendeu em sua carreira oficial chegando à presidência do Ministério da Guerra e ao governo militar de Jiangnan e Jiangxi e tomou parte na repressão das forças Ming Meridional no sexto ano do reinado de Chongzhen (1633). Ma Xiongzhen, foi administrador assistente do Ministério de Obras, responsável pela Casa da Moeda e mais tarde tornou-se subchanceler do grande secretário e governador de Guangxi. Daí, ele foi colocado sob custódia durante a revolta de Wu Sangui, um general chinês Ming. Ma Xiongzhen foi morto em 1677, juntamente com vários membros de sua família, por se recusar a servir a Wu. Ele foi postumamente nomeado com os títulos de grande guardião do herdeiro e presidente do Ministério da Guerra e foi glorificado como Wenyi. Sua lealdade e incorruptibilidade se tornaram o tema de um drama. Ma Shiji alcançou o posto de diretor-geral do transporte de grãos e Ma Guozhen o de intendente do circuito das prefeituras de Jiangning, Changzhou e Zhenjiang, em Jiangnan. Esta obra também contém avisos oficiais, doações de títulos, elogios fúnebres e elogios imperiais das ações desses homens. Incluídos como suplementos estão quatro manuscritos póstumos, que consistem em poemas de Ma Xiongzhen e obras literárias de seu pai Ma Mingpei, seu filho Ma Shiji e seu neto Ma Guozhen. Os registros são descritos com grande detalhe. A obra é uma fonte de referência útil aos eventos históricos da época e é a única cópia existente.

Última Atualização: 18 de março de 2015