Na França, dois ofícios populares ensinados aos soldados inválidos são marcenaria e alfaiataria

Descrição

Este pôster, produzido em 1919, pouco depois da Primeira Guerra Mundial, é de uma exposição do Instituto da Cruz Vermelha para Homens Incapacitados e Inválidos dos EUA e do Instituto da Cruz Vermelha para Cegos. O pôster mostra duas cenas em que soldados inválidos na França aprendem habilidades úteis que os permitem encontrar emprego após a dispensa do serviço militar: “Sérvios inválidos trabalhando em uma marcenaria em Lyons, França” e “Uma aula de alfaiataria em Paris, ministrada por um instrutor com apenas uma perna”. Os Estados Unidos sofreram mais de 320.000 baixas na Primeira Guerra Mundial: mais de 117.000 mortos e 204.000 feridos. Após a guerra, a Cruz Vermelha, junto de outras organizações privadas, ajudou veteranos incapacitados fornecendo terapia ocupacional, ensinando-lhes novas habilidades e fornecendo assistência às famílias dependentes de veteranos hospitalizados. Este pôster reflete a disposição para aprender com a França, que durante os quatro anos de conflito sofreu mais de 3,8 milhões de baixas (soldados mortos, feridos ou feitos prisioneiros), dos quais cerca de 2 milhões foram feridos.

Última Atualização: 8 de julho de 2014