Uma mulher em pé desconsolada, enquanto outra se curva sobre um soldado morto; uma casa queima ao fundo

Descrição

Este cartaz de 1915, do artista galês Gerald Spencer Pryse (1882–1956), descreve uma mulher desconsolada, uma segunda mulher que se curva sobre um soldado morto e uma casa queimando em segundo plano, com um céu vazio e sem cor ao fundo. Pryse criou muitos cartazes litográficos com base em suas experiências no exército britânico na França e na Bélgica durante a Primeira Guerra Mundial, onde serviu como emissário e se tornou um oficial britânico condecorado. Mais tarde, obteve nomeação oficial como artista de guerra, embora já produzisse litogravuras desde o começo. Pryse testemunhou a matança causada pela guerra desde os primeiros meses. Em setembro de 1914, presenciou a Primeira Batalha de Marne, que resultou em 263 mil baixas entre os aliados (82 mil mortes) e 222 mil baixas alemãs. Esta batalha marcaria os primórdios da frente ocidental e sua inútil guerra de trincheira que durou quatro anos. Em setembro e outubro de 1914, o artista testemunhou o Cerco de Antuérpia, em que 30 mil soldados aliados foram mortos ou feridos. Em litogravuras como esta, Pryse captou o pungente sentimento de tristeza e perda que essas mortes provocaram. Infelizmente, muitas das litogravuras de Pryse foram destruídas em ofensivas alemãs.

Última Atualização: 18 de dezembro de 2013