Casamento Hutsul

Descrição

Este desenho a caneta e tinta de um casamento Hutsul do final do século XIX é de Thaddäus Rybkowski (1848-1926), um artista polonês, cujo trabalho retrata cenas da vida rural na Galícia e na Polônia. Nascido na Polônia russa, Rybkowski foi educado na Escola de Arte da Cracóvia. Mais tarde, ele veio para Viena, onde estudou no ateliê do professor Leopold-Löffler Radymno. O hutsuls são um grupo étnico-cultural seminômades que durante séculos tem habitado a região dos Montes Cárpatos. O dialeto hutsul é considerado uma variante do idioma ucraniano, fortemente influenciado pelo polaco e pelo romeno. O desenho de Rybkowski capta muitos aspectos da cultura hutsul tradicional, que era conhecida por seus casamentos elaborados e roupas coloridas e cheias de detalhes, artes e ofícios. O desenho é parte da obra original de Kronprinzenwerk (A obra do príncipe herdeiro), nome curto para uma enciclopédia sobre todas as terras da Coroa e os povos da monarquia austro-húngara com 24 volumes ilustrados. Foi publicado em 1886-1902, sob o título Die österreichisch-ungarische Monarchie in Wort und Bild (A monarquia austro-húngara em texto e imagem) em alemão e húngaro. O projeto foi iniciado por Rudolf, o príncipe herdeiro da Áustria, e coordenado por ele até sua morte em 1889. Ele reflete a sua fé no liberalismo, na ciência e no progresso. A visão de Rudolf era retratar sem parcialidade e com igualdade todos os povos e grupos etnográficos da monarquia.

Data de Criação

Data do Assunto

Título no Idioma Original

Huzulen-Hochzeit

Tipo de Item

Descrição Física

Desenho a nanquim

Observações

  • Os desenhos originais que serviram de base para as ilustrações da parte austríaca ("Cisleithania") de "Kronprinzenwerk" foram incorporados como uma coleção especial à biblioteca particular da família Habsburg, após a publicação do último volume da enciclopédia em 1902, em Viena. A coleção é preservada como um tesouro no Departamento de Arquivos de Imagem da Biblioteca Nacional da Áustria. Consiste de 2548 desenhos com pincel, à caneta e à lápis de mais de 200 artistas. As imagens de paisagens, monumentos, temas folclóricos e econômicos das áreas do Tirol a Bucovina possuem grande valor científico e artístico. Eles são uma fonte única na história cultural das terras da Coroa e seus povos do final do século XIX e início do século XX e a última auto-representação pictórica abrangente do império multi-étnico antes de seu colapso.

Estrutura Internacional para a Interoperabilidade de Imagens (IIIF) Ajuda

Última Atualização: 18 de setembro de 2015