Orestes 338-344

Descrição

Este texto grego, em papiro, escrito por volta de 200 a.C. em Hermópolis, Egito, tem sete linhas de escrita contendo partes dos versos 338-344 do primeiro refrão de Orestes. Composto em 408 a.C. pelo escritor de tragédia grega Eurípides (por volta de 480 a.C.–406 a.C.), a peça conta a história de Orestes, que assassina sua mãe Clitemnestra para vingar a morte de seu pai, Agamenon, e é perseguido pelas Fúrias por causa deste ato. Além da passagem de um canto coral (stasimon), o fragmento contém símbolos vocais e instrumentais escritos acima das linhas das letras da música. Este fragmento está entre os poucos textos gregos existentes com notação musical. Embora muita coisa sobre a música dos antigos gregos permaneça desconhecida, a partir desta notação os estudiosos tentaram reconstruir como o refrão poderia ter sido tocado e cantado. O papiro, que foi recuperado da cartonagem de uma múmia no fim do século XIX, pertence à coleção de papiros da Biblioteca Nacional Austríaca, que foi montada no século XIX pelo arquiduque Rainer. Em 1899 a coleção foi doada ao imperador Franz Joseph I, que a tornou parte da coleção da Hofbibliothek (Biblioteca Imperial), de Viena. Uma das maiores coleções do gênero no mundo, a Coleção de Papiros (Coleção Erzherzog Rainer) foi inscrita no Registro da Memória do Mundo da UNESCO em 2001.

Última Atualização: 18 de setembro de 2015