A riqueza dos significados na arte médica

Descrição

Como o poema preservado no presente manuscrito claramente mostra, tradição da poesia didática nunca cessou, de fato, no mundo islâmico, pelo menos até o final do século XIX. Muġnīya al-Maʻānī Ṣināʻat al-Ṭibb (A riqueza dos significados na arte médica) é um compêndio métrico de medicina escrito na segunda metade do século XIX pelo erudito Ibrāhīm ibn Aḥmad al Šhīwī al Dasūqī al Šhāfiʻī. Os mais de 1.000 versos do Muġnīya são compostos de forma métrica rigorosa. A estrutura de rimas é mais livre do que aquela vista na forma poético-lírica árabe clássica chamada qaṣīda: aqui, somente os finais dos hemistíquios que formam os versos únicos rimam entre si. O poema trata de medicina, remédios e farmacologia, e é apresentado por um índice de duas páginas. As várias seções do manuscrito abordam elementos químicos, as causas de doenças, o bem-estar do corpo e o cérebro. Elas descrevem tratamentos para as diferentes partes do corpo, começando pelos olhos, nariz, boca, face e orelhas, e continuando para curas de problemas do fígado. O trabalho também inclui uma seção final sobre saúde infantil.

Data de Criação

Idioma

Título no Idioma Original

ألفية في الطب اسمها مغنية المعاني صناعة الطب

Tipo de Item

Descrição Física

44 folhas (15 linhas), encadernado: papel; 25 x 17 centímetros

Coleção

Estrutura Internacional para a Interoperabilidade de Imagens (IIIF) Ajuda

Última Atualização: 22 de julho de 2013