O vislumbre de Al Māridinī na explicação do tratado por al Yāsamīn

Descrição

O presente trabalho preserva uma cópia muito elegante de uma obra de um dos autores mais prolíficos da segunda metade do século XV no campo da matemática e assuntos afins: Badr al-Dīn Muḥammad ibn Muḥammad ibn al Ġazal, mais conhecido como Sibṭ al Māridīnī ("o filho da filha de al Māridīnī") pelo nome de seu famoso ancestral materno, que também era matemático. A obra Lum‘a al-Māridīnīyya é um comentário em prosa extensa sobre um poema famoso de álgebra composto pelo matemático magrebe Yāsamīn por volta da última década do século XII. Nessa cópia deste trabalho, os versos poéticos são destacados em tinta vermelha. Esta característica oferece ao leitor uma ferramenta fácil para distinguir o texto do poema de al Yāsamīn e seu comentário. Sibṭ al-Māridīnī, ativo na época como muwaqqit (guardião do tempo) na mesquita de Al Azhar, no Cairo, seleciona um grupo de versos e analisa seus conteúdos detalhadamente. O tratado começa com uma definição dos elementos da álgebra conhecidos na época (número, raíz e sequência), e passa para a descrição das seis equações canônicas que já haviam sido identificadas por al Ḫwārizmī durante o século IX. Um tratamento das operações algébricas de restauração, comparação e multiplicação e divisão de monômios conclui o poema e seu comentário.

Última Atualização: 17 de setembro de 2014