O Livro sobre medicina dedicado a al-Mansur

Descrição

Este manuscrito preserva um dos mais famosos tratados médicos medievais árabes, o Kitab al-Mansouri fi al-Tibb (Livro sobre medicina dedicado a al-Mansur), que foi composto pelo conhecido médico, cientista natural, filósofo e alquimista persa Abu Bakr Muhammad Zakariya ibn al-Razi (865-925) no início do século X. Como é evidente no título do livro, esta obra é dedicada ao governador da província de Rey (no atual Irã e local de nascimento de al-Razi), Al-Mansur ibn Ishaq. Al-Razi (também conhecido pelas versões latinizadas do seu nome, Rhazes ou Rasis) viveu em Rey por pelo menos 30 anos e se tornou diretor do hospital. Posteriormente ele se mudou para Bagdá, capital do califado abássida, onde dirigiu o famoso hospital local e compôs um número impressionante de obras médicas, filosóficas e alquímicas. O Kitab al-Mansouri é um dos seus dois livros mais influentes, sendo o outro a extensa enciclopédia médica Kitāb al-Hāwī fī al-Tibb (O livro abrangente sobre medicina) , que ganhou fama no Ocidente sob o nome latino de Liber Continens. O conteúdo dos 10 capítulos do Kitab al-Mansouri é tanto teórico quanto prático e está organizado da seguinte forma: os capítulos de 1 a 6 tratam de dieta, higiene, anatomia, fisiologia, patologia geral e cirurgia, temas que foram de alguma forma considerados principalmente teóricos pelo autor. Os últimos quatro capítulos do tratado são dedicados a aspectos mais práticos da medicina, tais como diagnóstico, terapia, patologia especial e cirurgia prática. No final do século XII, o Kitab al-Mansouri foi traduzido para o latim por Gerardo de Cremona, então ativo como tradutor de obras científicas árabes em Toledo, Espanha. O título sob o qual esta obra foi divulgada no Ocidente é Liber medicinalis ad almansorem ou simplesmente Liber almansoris. O capítulo nove do livro, uma discussão detalhada das patologias médicas do corpo, da cabeça aos pés, tornou-se particularmente famoso e circulou em traduções latinas autônomas como a Liber Nonus. Esta seção da obra de al-Razi foi amplamente copiada e comentada até o século XVII. O manuscrito apresentado aqui é ornamentado por títulos rubricados e exibe várias notas marginais, incluindo uma extensa nota bastante interessante em letras amáricas preservadas no início da obra.

Título no Idioma Original

الكتاب المنصوري في الطب

Tipo de Item

Descrição Física

173 folhas (18 linhas), encadernado: Papel: 21 x 15 centímetros

Observações

  • Papel: creme amarelado, alguns com marcas d'água. Algumas folhas restauradas, muitas folhas afetadas por manchas escuras e umidade. Tinta preta e vermelha no texto; texto emoldurado por uma única linha vermelha e algumas palavras sublinhadas em vermelho. Notas marginais em várias mãos (incluindo amárico no fol. 17b.); palavras de ordem nos retos. Escrita naskhi. Encadernação: reencadernada em couro recentemente. O texto está incompleto, com folhas faltando no início e no final.

Coleção

Estrutura Internacional para a Interoperabilidade de Imagens (IIIF) Ajuda

Última Atualização: 11 de maio de 2015