A diversão resumida do calculador do Guia

Descrição

Grande parte da erudição tradicional sustenta que o período após cerca de 1250 presenciou um declínio na produção de obras científicas e filosóficas no mundo árabe. Esta visão é contestada pelo número impressionante de manuscritos escritos após essa data, em diferentes países de língua árabe, que contêm tratados e comentários originais. O trabalho preservado neste manuscrito, Nuzhat al-Hussāb al-Muhtasara min al-Muršida (A diversão resumida do calculador de O Guia), é uma versão mais curta de Muršida fī Sina’at al-Gubar (O Guia da arte dos números), um tratado abrangente sobre operações aritméticas escrito por Ahmad ibn Muhammad ibn al-Ha'im (1356-1412), por volta do final do século XIV. Após completar seus estudos no Cairo, Ibn al-Hāʼim partiu para Jerusalém, onde trabalhou como professor de matemática até sua morte. Várias de suas obras e, especialmente a Nuzhat al-Hussāb, possuem um objetivo educacional evidente. A seção introdutória, na qual o autor descreve os numerais hindi e suas correspondências com a tradicional numeração alfabética árabe (abjad), é seguida por uma longa exposição sobre as quatro operações aritméticas: adição (jam‘), subtração (tarh), multiplicação (darb) e divisão (qisma). A atividade de Ibn al-Ha’im como professor não o impediu de conceber soluções particularmente engenhosas para problemas matemáticos: é creditada a ele a descoberta de um método para a resolução geral de equações de segundo grau sem o uso de divisões de frações.

Data de Criação

Data do Assunto

Idioma

Título no Idioma Original

نزهة الحساب المختصرة من المرشدة

Tipo de Item

Descrição Física

32 folhas (15 linhas), encadernado: papel; 21 x 15 centímetros

Observações

  • Papel: creme amarelado com marcas d'água, separado da lombada; danos causados por cupins; afetado pela umidade na parte inferior das páginas e manchas marrons na última página. Texto emoldurado por linha dupla marrom. Texto principalmente em preto, com umas poucas palavras rubricadas. Cálculos e anotações na margem em tinta marrom; palavras de ordem nos retos. O texto está na escrita nastaʻliq, com escrita diwani na página de rosto, incluindo uma tabela de números de 1 a 100.000 e um versículo do Alcorão na escrita thuluth no fólio 33b. Encadernação: papelão antigo rasgado com a lombada e as bordas em couro; lombada dividida em duas.

Coleção

Estrutura Internacional para a Interoperabilidade de Imagens (IIIF) Ajuda

Última Atualização: 2 de maio de 2015