A farmacopeia de Al-Samarqandī

Descrição

Pouco se sabe sobre o autor deste tratado sobre medicamentos, Nagib al-Din al-Samarqandī, além do fato de que ele foi morto durante o saque de Herat (atual Afeganistão) pelos mongóis em 1222. Apesar de sua morte prematura, al-Samarqandī compôs um número impressionante de tratados médicos que discorrem sobre farmacologia, dietética, toxicologia e oftalmologia, e livros sobre medicina em geral. Al-Samarqandī mostrou um grau de modernidade e de pensamento independente em seu tratamento da patologia. Ele pareceu anular a teoria dos quatro humores do corpo que remonta à medicina grega antiga e adotou uma abordagem mais pragmática da terapêutica, a qual considerava a medicina e a farmacologia em um sentido mais amplo e empírico. Este tratado abre com uma investigação das 15 causas que podem tornar um remédio mais ou menos eficaz e continua com uma descrição sistemática de remédios simples e compostos para diferentes tipos de doenças. Cada um dos 19 capítulos é dedicado a um recurso especial, começando com xaropes e medicamentos bebíveis e passando para a descrição do uso médico dos remédios encontrados na natureza ou que podem ser preparados pelo médico.

Data de Criação

Data do Assunto

Idioma

Título no Idioma Original

الدستور

Tipo de Item

Descrição Física

32 folhas (21 linhas), encadernado : papel; 24 x 17 centímetros

Observações

  • Papel: creme amarelado; originalmente separado da lombada, danos causados por cupins e por umidade por todo o manuscrito; muitas páginas agora reparadas. Texto em tinta preta, com nomes de medicamentos em vermelho, notas marginais nas quatro primeiras folhas. Sem página de rosto. Escrita nasta'liq

Estrutura Internacional para a Interoperabilidade de Imagens (IIIF) Ajuda

Última Atualização: 30 de setembro de 2016