A revelação das operações de cálculo

Descrição

O estabelecimento da dinastia berbere-muçulmana dos Almóadas no norte da África e da Andaluzia no século XII coincidiu com o declínio nos avanços científicos em diversas áreas do conhecimento, incluindo a medicina. Este não foi o caso da matemática, e o tratado preservado neste manuscrito, juntamente com outras obras do mesmo autor são provas claras da vivacidade deste campo sob o governo dos almóadas e da dinastia Merínida que se seguiu. Abū ‛Abbās Ahmad Ibn al-Bannā nasceu na segunda metade do século XIII em Marrakesh e passou a maior parte de sua vida trabalhando como professor na cidade de Fez. Seus interesses não se limitaram a matemática: ele produziu uma introdução à geometria euclidiana e compilou tabelas astronômicas para o cálculo das longitudes do planeta, juntamente com os tratados sobre lógica, linguística e retórica. Além disso, ele era um membro ativo da confraria sufi do Hazmīrīya. O biógrafo Ahmād ibn Šātir (morto em 1375) foi tão longe a ponto de atribuir a al-Bannā a produção de milagres. O presente trabalho é um extenso comentário em duas partes sobre outro tratado de al-Bannā, a Talhīs ‘amal al-hisāb (A simplificação das operações de cálculo). A complexidade desse trabalho foi reconhecida pelo famoso historiador do século XIV, Ibn Haldun, que descreveu o tratado em sua Muqaddima (Introdução) como “muito difícil para iniciantes, devido ao seu rigor e a sequência rígida das demonstrações”. No presente comentário, Ibn al-Banna explica em detalhes as operações matemáticas complexas, incluindo o cálculo de combinações, frações estendidas, série aritmética e os coeficientes binomiais, e fornece uma estrutura filosófica e teológica para o seu discurso matemático.

Data de Criação

Data do Assunto

Idioma

Título no Idioma Original

كتاب رفع الحجاب عن وجوه اعمال الحساب

Tipo de Item

Descrição Física

54 folhas (25 linhas), encadernado : papel; 21 x 14 centímetros

Observações

  • Papel: creme amarelado, com marcas d'água, em bom estado; folhas soltas da lombada. Vermelho e preto na página de rosto, o texto está principalmente em preto, com algumas palavras em vermelho. Sinais diacríticos ocasionais, algumas notas marginais, palavras de ordem nos retos. Encadernação: papelão moderno coberto com tecido; lombada de couro. Escrita naskhi com os títulos dos capítulos em Thuluth.

Coleção

Estrutura Internacional para a Interoperabilidade de Imagens (IIIF) Ajuda

Última Atualização: 18 de setembro de 2015