Alimentando os pombos na praça de São Marcos em Veneza, Itália

Descrição

Esta impressão colorida da Praça de São Marcos (Piazza San Marco) em Veneza é parte de "Visões da arquitetura e outros locais na Itália” do catálogo da Detroit Publishing Company (1905). A praça, ou piazza, é emoldurada pela Basílica de São Marcos, o mármore do Palácio Ducal, o Procuratie e a biblioteca de São Marcos. A basílica, mostrada aqui, foi originalmente construída em 832, pouco depois os restos mortais de São Marcos Evangelista, o padroeiro de Veneza, terem sido trazidos da cidade de Alexandria no Egito por dois mercadores venezianos. A igreja foi destruída em um incêndio, reconstruída no final do século 10, e novamente no século 11. O exterior da igreja é elaboradamente decorado com os cavalos de bronze dourado que datam de meados do século 13, inúmeros arcos e cúpulas, mármores e esculturas e mosaicos bizantinos. Visível à esquerda está a torre do relógio em estilo renascentista, que data do século 15. Os três mastros de bronze maciço com as bandeiras do Reino da Itália e as cores de São Marcos datam de 1505 e são do escultor e arquiteto italiano Alessandro Leopardi (1482-1522). A edição 1906 do Baedeker Itália: Manual para Viajantes informava os leitores: "Um grande bando de pombos anima a Piazza. De acordo com um antigo costume pombos foram soltos do vestíbulo de San Marco no Domingo de Ramos, os quais se aninharam em cantos e fendas dos prédios ao redor. . . . . . . No fim da tarde, eles se empoleiram em grande número sob os arcos de São Marcos. Grãos e ervilhas podem ser comprados para os pombos em vários lugares na praça. "

Data de Criação

Data do Assunto

Informação da Publicação

Detroit Publishing Company, Detroit, Michigan

Idioma

Título no Idioma Original

Feeding Pigeons in St. Mark's Place, Venice, Italy

Tipo de Item

Descrição Física

1 impressão fotomecânica: fotocromo, colorido

Observações

  • A Companhia Fotográfica de Detroit foi lançada como uma editora de fotografia na década de 1890 pelo empresário e editor de Detroit William A. Livingstone, Jr., e pelo fotógrafo e editor de fotografia Edwin H. Husher. Eles obtiveram o direito exclusivo de usar o "Fotochromo", o processo suíço de conversão de fotografias em preto-e-branco em imagens coloridas, e imprimi-las por fotolitografia. Este processo inovador foi aplicado na produção em massa de cartões postais coloridos, gravuras e álbuns para venda ao mercado americano. A empresa tornou-se a Detroit Publishing Company em 1905.
  • Título da Detroit Publishing Co., catálogo J - seção estrangeira, Detroit, Michigan: Detroit Publishing Company, 1905.
  • Impressão n° "8011".

Estrutura Internacional para a Interoperabilidade de Imagens (IIIF) Ajuda

Última Atualização: 13 de agosto de 2014