Peterhof visto do Castelo, São Petersburgo, Rússia

Descrição

Esta impressão fotocrômica do palácio de Peterhof, em São Petersburgo, é parte de "Vistas da Arquitetura e de Outros Locais, Principalmente na Polônia, Rússia e Ucrânia", do catálogo da Detroit Publishing Company (1905). Baseado em um projeto do arquiteto francês Alexandre Jean-Baptiste LeBlond (1679-1719), Peterhof é considerado como o Versailles russo. Foi construído por Pedro, o Grande (1672-1725) como residência de verão. Situado na margem da Baía de Neva (ou Golfo de Kronstadt), o palácio oferece uma vista de Kronstadt, a cidade e a fortificação fundada por Pedro, em 1703. Vê-se, aqui, a Fonte de Sansão, um trabalho do escultor russo Mikhail Kozlovski (1753-1802). Conforme descrito em Rússia com Teerã, Port Arthur e Pequim (1914), de Baedeker, a principal característica da fonte "consiste em uma figura de Sansão, em bronze folheado a ouro. . . forçando a abertura das mandíbulas de um leão, da qual um jato de água, tão grosso como o braço de um homem, é jogado a uma altura de 20 metros. As cascatas são ladeadas por cerca de 45 estatuetas douradas, vasos e similares. O espaço entre o palácio e a praia, 300 metros de largura, está organizado como um parque. Os caminhos à beira do canal são circundados por altos pinheiros, entremeados por 22 fontes (11 de cada lado). "

Data do Assunto

Informação da Publicação

Detroit Publishing Company, Detroit, Michigan

Título no Idioma Original

Peterhof from Castle, St. Petersburg, Russia

Outras Palavras-Chave

Tipo de Item

Descrição Física

1 impressão fotomecânica : fotocromo, cor

Observações

  • A Companhia Fotográfica de Detroit foi lançada como uma editora de fotografia na década de 1890 pelo empresário e editor de Detroit William A. Livingstone, Jr., e pelo fotógrafo e editor de fotografia Edwin H. Husher. Eles obtiveram o direito exclusivo de usar o "Fotochromo", o processo suíço de conversão de fotografias em preto-e-branco em imagens coloridas, e imprimi-las por fotolitografia. Este processo inovador foi aplicado na produção em massa de cartões postais coloridos, gravuras e álbuns para venda ao mercado americano. A empresa tornou-se a Detroit Publishing Company em 1905.

Estrutura Internacional para a Interoperabilidade de Imagens (IIIF) Ajuda

Última Atualização: 14 de julho de 2014