A Madeleine, Paris, França

Descrição

Esta impressão fotocrômica da Madeleine ou Eglise Sainte-Marie-Madeleine (Igreja de Santa Maria Madalena), em Paris, é parte de "Vistas da Arquitetura, Monumentos e Outros Locais da França", do catálogo da Detroit Publishing Company (1905). A construção da igreja no local da Madeleine começou em 1764 sob a direção do arquiteto chefe Pierre Contant d'Ivry (1698-1777), mas foi interrompida durante a Revolução Francesa de 1789-1797. Em 1806, o Imperador Napoleão I ordenou que a igreja original fosse demolida e contratou Pierre-Alexandre Barthélémy Vignon (1763-1828) para construir um Temple de la Gloire de la Grande Armée (Templo da Glória do Grande Exército), que Vignon modelou segundo um templo romano. Em 1842, o edifício foi finalmente consagrado como igreja. A edição de 1900 de Paris e Seus Arredores com rotas de Londres a Paris: Manual para Viajantes, de Baedeker, informava aos visitantes que a Madeleine ou a "Igreja de Santa Maria Madalena é construída no estilo de uma adaptação romana posterior de um templo grego. . . 108 metros de comprimento, 43 metros de largura e 30,5 metros de altura. Está edificada sobre um porão de cerca de 7 metros de altura e é rodeada por um imponente grupo de colunas coríntias maciças. O edifício, que é carente de janelas, é construído exclusivamente de pedra. Os nichos na colunata contém trinta e quatro estátuas modernas de santos".

Data do Assunto

Informação da Publicação

Detroit Publishing Company, Detroit, Michigan

Idioma

Título no Idioma Original

The Madeleine, Paris, France

Tipo de Item

Descrição Física

1 impressão fotomecânica : fotocromo, cor

Observações

  • A Companhia Fotográfica de Detroit foi lançada como uma editora de fotografia na década de 1890 pelo empresário e editor de Detroit William A. Livingstone, Jr., e pelo fotógrafo e editor de fotografia Edwin H. Husher. Eles obtiveram o direito exclusivo de usar o "Fotochromo", o processo suíço de conversão de fotografias em preto-e-branco em imagens coloridas, e imprimi-las por fotolitografia. Este processo inovador foi aplicado na produção em massa de cartões postais coloridos, gravuras e álbuns para venda ao mercado americano. A empresa tornou-se a Detroit Publishing Company em 1905.

Estrutura Internacional para a Interoperabilidade de Imagens (IIIF) Ajuda

Última Atualização: 8 de julho de 2014