Carta Náutica da Bacia do Mediterrâneo

Descrição

Esta carta náutica portulana, de origem catalã, ilustra as areas costeiras do Mar Mediterrêneo com riqueza de detalhes, com topônimos das áreas inabitadas mostrados sem preocupação com as divisões político-territoriais. As cartas náuticas começaram a ser usadas nas embarcações que singravam o Mediterrâneo no final do século XIII, coincidindo com a ampliação da exploração e da atividade marítima. Estas cartas suplementavam as instruções escritas, ou portulanos, os quais eram usados há vários séculos, daí serem chamadas de caratas portulanas. Os principais centros de produção destas cartas eram a Espanha e o norte da Itália. A Carta nautica Bacino del del Mediterraneo (Carta Náutica da Bacia do Mediterrâneo), a única em seu gênero, dos arquivos e bibliotecas da Sardenha, é um testemunho das relações culturais e comerciais que existiam entre a Sardenha e a Catalunha, no século XVI. Originalmente traçados em uma única folha de papel, o mapa era dividido em quatro partes e utilizado na encardenação de dois volumes. A quarta parte do documento não existe mais. A carta é atribuída à oficina de Mateus Prunes (1532-1594), um dos principais membros de uma família de cartógrafos que viveu e trabalhou na ilha de Maiorca, do início do século XVI ao final do século XVII.

Data de Criação

Data do Assunto

Idioma

Título no Idioma Original

Carta nautica del bacino del Mediterraneo

Lugar

Tipo de Item

Descrição Física

3 folhas de pergaminho; 365 x 228 milímetros

Estrutura Internacional para a Interoperabilidade de Imagens (IIIF) Ajuda

Última Atualização: 18 de setembro de 2015