Heliand

Descrição

O Heliand é um poema épico, em saxão antigo, que foi colocado em escrita, pela primeira vez, por volta de 830-840. O poema, cujo título significa "salvador", narra a vida de Jesus no estilo de versos aliterados de uma saga germânica. Com cerca de 6.000 linhas, o Heliand é o maior trabalho, cuja existência se conhece, escrito em saxão antigo, o precursor do baixo alemão moderno. O nome do poeta é desconhecido, mas algumas informações sobre o mesmo e sobre as origens do poema podem ser recolhidas de um prefácio em latim, impresso por Matthias Flacius Illyricus, em 1562, proveniente de um manuscrito que já se perdeu. O Heliand é considerado um dos melhores épicos religiosos da Idade Média, um trabalho que combina a tradição poética germânica pré-cristã com uma afirmação da crença cristã. Este manuscrito, escrito na escrita de minúscula carolíngia, foi o trabalho de dois escribas da Abadia de Corvey, em meados do século IX. Ele apresenta algumas lacunas, mas é o único manuscrito do Heliand que preserva parte da história da Ascensão, a qual que pode ter sido o término do trabalho original. Um outro manuscrito posterior, quase completo, do Heliand ainda existe, juntamente com quatro versões fragmentárias.

Data de Criação

Data do Assunto

Outras Palavras-Chave

Tipo de Item

Descrição Física

76 páginas, pergaminho ; 27,3 x 20,3 centímetros

Observações

  • Código BSB: Cgm 25

Estrutura Internacional para a Interoperabilidade de Imagens (IIIF) Ajuda

Última Atualização: 11 de maio de 2015