O Livro da Escadaria das Virtudes

Descrição

O manuscrito tem um número de características peculiares. O texto está em Garshuni (árabe em caracteres siríacos), mas a palavra guia (uma palavra dada na parte inferior de uma página que corresponde à primeira palavra do texto da página seguinte para assegurar que a ordem das páginas seja mantida) é dada em escrita árabe. As citações biblícas são indicadas (algumas vezes em vermelho) na margem, escritas de lado (como, por exemplo, fólio 13, onde Mateus 10:16 é citado). Os pontos diacríticos dados às letras são em preto quando a escrita principal é em vermelho, e vice-versa. Em parte do trabalho, os títulos das seções são dados em escrita árabe rubricada em vez de siríaco. O colofão no fólio 71 está em (totalmente vocalizado) siríaco, não em árabe, e dá a data do manuscrito, 1830. No fim do manuscrito, sahha (fim) está escrito duas vezes em garshuni, e duas vezes em árabe. O livro é tido como um guia para a alma para o caminho certo em direção a Deus. Nenhum título é dado até perto do fim (fólio 80): A Escadaria das Virtudes. Especificamente, estas virtudes são: 1. 1. Fé, 2. Esperança no Deus Vivo, e 3. Amor a Deus e ao Próximo. No fólio 80, quatro padres da igreja - Agostinho, João Crisóstomo, Basílio o Grande, e Teofilato - são citados.

Data de Criação

Data do Assunto

Título no Idioma Original

كتاب درج االفضائل

Outras Palavras-Chave

Tipo de Item

Descrição Física

93 fólios, 21,7 x 16,2 centímetros

Estrutura Internacional para a Interoperabilidade de Imagens (IIIF) Ajuda

Última Atualização: 12 de novembro de 2014