Antiguidades de Samarcanda. Madrassa de Bibi Khanym. Minarete no canto noroeste

Descrição

Esta fotografia do minarete noroeste no conjunto da mesquita Bibi Khanym, em Samarcanda (Uzbequistão), faz parte da seção arqueológica do Álbum do Turquestão. Este levantamento fotográfico em seis volumes foi produzido entre 1871 e 1872 sob o patrocínio do General Konstantin P. von Kaufman, primeiro governador-geral (1867-1882) do Turquestão, nome dado aos territórios da Ásia Central do Império Russo. O álbum dedica atenção especial à arquitetura islâmica de Samarcanda, como monumentos dos séculos XIV e XV do reinado de Timur (Tamerlão) e seus sucessores. Construído entre 1399 e 1405 com os espólios da vitoriosa campanha de Timur na Índia (outono de 1398 a janeiro de 1399), o conjunto foi designado como a principal mesquita da cidade. Também é tradicionalmente chamado de Sarai Mulk Khanym (bibi, que significa "senhora" ou "mãe"), em homenagem à esposa mais velha de Timur. Com o objetivo de ser uma das maiores mesquitas do mundo islâmico, o conjunto continha uma madrassa, um mausoléu e uma estrutura de entrada para o pátio, todos tendo sofrido importantes danos causados pela atividade sísmica ao longo dos séculos. O complexo também incluía quatro minaretes (somente um sobreviveu à época da conquista russa). O minarete noroeste mostrado aqui não tem a estrutura superior, mas seu design monumental ainda é evidente, com uma decoração de azulejos que forma letras cúficas em blocos que significam palavras como "Alá".

Data do Assunto

Informação da Publicação

São Petersburgo, Rússia

Idioma

Título no Idioma Original

Самаркандския древности. Медресэ Биби-Ханым. Минарет на северозападном угле

Tipo de Item

Descrição Física

1 impressão fotográfica: albume

Observações

  • Ilustração em: Álbum do Turquestão, seção arqueológica, 1871-1872, parte 1, volume 1, placa 71.

Estrutura Internacional para a Interoperabilidade de Imagens (IIIF) Ajuda

Última Atualização: 30 de setembro de 2016