Um mapa-múndi conforme o método tradicional de Ptolomeu e corrigido com outras terras de Américo Vespúcio

Descrição

O mapa-múndi de 1507, de Martin Waldseemüller, foi o primeiro mapa a retratar um hemisfério ocidental separado, tendo o Pacífico como um oceano também separado. O mapa evoluiu de um ambicioso projeto em Saint-Dié, Lorraine (na atual França), durante o início da década de 1500, para documentar e atualizar novos conhecimentos geográficos derivados das explorações portuguesas e espanholas do final do século XV e início do século XVI. O mapa de Waldseemüller foi o produto mais interessante desse empreendimento de pesquisa. Baseava-se em dados reunidos durante as viagens de Américo Vespúcio ao Novo Mundo entre 1501 e 1502. Em reconhecimento à constatação de Vespúcio de que um novo continente fora descoberto, Waldseemüller batizou as novas terras de "América". Esta é a única cópia existente das 1.000 cópias impressas feitas da primeira edição do mapa. Mostrando as recém-descobertas extensões de terras americanas, o mapa representou um enorme avanço no conhecimento; avanço este que mudaria para sempre a compreensão europeia de um mundo anteriormente dividido em apenas três regiões: Europa, Ásia e África.

Data de Criação

Data do Assunto

Informação da Publicação

St. Dié, França?

Idioma

Título no Idioma Original

Universalis cosmographia secundum Ptholomaei traditionem et Americi Vespucii alioru[m]que lustrationes

Lugar

Outras Palavras-Chave

Tipo de Item

Descrição Física

1 mapa em 12 folhas ; 128 x 233 centímetros, folhas 46 x 63 centímetros ou menores

Estrutura Internacional para a Interoperabilidade de Imagens (IIIF) Ajuda

Última Atualização: 24 de maio de 2017