Antiguidades de Samarcanda. Túmulo do Santo Kusam-ibn-Abbas (Shah-i Zindah) e mausoléus adjacentes. Mausoléu de Uldzh Inak e Bibi Zinet. Imagem do mausoléu da Benfeitora de Tamerlão e sua filha (Uldzk Inak e Bibi Zinet)

Descrição

Esta imagem de um mausoléu na necrópole de Shah-i Zindah em Samarcanda faz parte da seção arqueológica do Álbum do Turquestão. Esta luxuosa edição em seis volumes foi produzida entre 1871 e 1872 sob o patrocínio do General Konstantin P. von Kaufman, primeiro governador-geral (1867-1882) do Turquestão, nome dado aos territórios da Ásia Central do Império Russo. Os principais compiladores do material visual foram Aleksandr L. Kun, orientalista ligado ao exército, e Nikolai V. Bogaevskii, engenheiro militar. Eles dedicaram atenção especial à arquitetura islâmica de Samarcanda, como monumentos dos séculos XIV e XV do reinado de Tamerlão e de seus sucessores (os Timúridas). Construído sob um antigo cemitério, o conjunto Shah-i Zindah (nome persa para "rei vivo") é reverenciado como um memorial para Kusam-ibn-Abbas, primo do profeta Maomé. Essa fotografia mostra uma estrutura de cúpula dupla e acredita-se que tenha sido construída em 1437 por Ulugh Beg, o renomado rei astrônomo e neto de Tamerlão. Apesar de estar identificado no álbum como o mausoléu da benfeitora de Tamerlão, Uldzk Inak, e sua filha Bibi Zinet, a estrutura também é considerada o túmulo do amigo astrônomo de Ulugh Beg, Kazy-Zade Rumi. Os efeitos da negligência estão claramente visíveis na decoração de azulejos de cerâmica delicados (incluindo escrita árabe padronizada), do qual muito tem sido restaurado desde então.

Data de Criação

Data do Assunto

Informação da Publicação

São Petersburgo, Rússia

Idioma

Título no Idioma Original

Самаркандския древности. Гробница святого Куссама ибни Абасса (Шах-Зиндэ) и мавзолеи при ней. Мавзолей Ульджа Инага и Биби Зинет. Вид мавзолеев кормилицы Тамерлана и дочери ея (Ульджа Инага и Биби Зинет)

Tipo de Item

Descrição Física

1 impressão fotográfica: albume

Observações

  • Ilustração em: Álbum do Turquestão, seção arqueológica, 1871-1872, parte 1, volume 1, placa 22.

Estrutura Internacional para a Interoperabilidade de Imagens (IIIF) Ajuda

Última Atualização: 30 de setembro de 2016