Carta, Fev.1792?, Dumfries a John McMurdo, Drumlanrig

Descrição

Robert Burns (1759-1796) é mais conhecido por seus poemas e canções que refletem a herança cultural da Escócia. Ele nasceu em Alloway, Ayrshire, na Escócia, o primogênito dos sete filhos de um fazendeiro arrendatário, William Burnes, e sua esposa, Agnes Broun. Burns tinha pouca educação formal, mas lia literatura inglesa e absorvia as tradicionais canções folclóricas e contos do seu ambiente rural, em sua maioria no dialeto escocês. Ele começou a compor canções em 1774 e publicou seu primeiro livro, Poemas, Principalmente no Dialeto Escocês , em 1786. O trabalho foi um sucesso de crítica e seus poemas, tanto em escocês como em inglês, sobre vários temas, sedimentaram o enorme encanto de Burns. Ao mesmo tempo em que construía sua reputação literária, Burns trabalhava como fazendeiro e, em 1788, ele foi nomeado fiscal de imposto de consumo, em Ellisland. Ele passou os últimos 12 anos de sua vida coletando e editando canções folclóricas escocesas, que incluíam, entre outras, O Museu Musical Escocês e Uma Coleção Selecionada de Canções para Voz em Escocês de Airs Original. Burns contribuiu com centenas de canções escocesas para estas antologias, muitas vezes reescrevendo as letras tradicionais e adaptando-as em músicas novas ou revistas. John McMurdo, a quem esta carta é dirigida, era o camareiro do Duque de Queensberry em Drumlanrig. Ele e Burns provavelmente se conheceram em 1788, estabelecendo uma amizade que durou a vida toda - o poema de Burns "Bonnie Jean", por exemplo, foi escrito para a filha mais nova de McMurdo. Após a morte de Burns, McMurdo tornou-se um dos administradores do dinheiro arrecadado para a viúva e os filhos de Burns. A segunda parte desta carta diz: "Eu acho que já mencionei alguma coisa para você a respeito de uma coleção de canções escocesas que há alguns anos venho fazendo. Estou lhe enviando o que compilei, para seu exame minucioso... Não existe, no mundo, nenuma outra cópia desta coleção..." A coleção de canções de escocesas à qual Burns se refere é o manuscrito de "As Felizes Musas da Caledônia." As canções incluídas nesta coleção foram distribuídas a alguns amigos escolhidos, mas o manuscrito desapareceu após a morte de Burns, possivelmente removido de seus papéis pelo Dr. James Currie. Em 1799, uma coleção de canções apareceram anonimamente, ostentando o título do trabalho de Burns. No ano seguinte, Currie incluiu esta carta em sua edição de trabalhos de Burns, mas acrescentou uma frase falsa: "Muito poucos deles [os poemas] são de minha autoria." (Liverpool, 1800) A sentença adicional pode ter sido concebida com a intenção de diminuir a participação de Burns na produção da coleção de poemas grosseiros.

Data de Criação

Data do Assunto

Idioma

Título no Idioma Original

Letter, 1792 Feb.?, Dumfries to John McMurdo, Drumlanrig

Tipo de Item

Descrição Física

1 item (2 páginas); 25,5 centímetros

Estrutura Internacional para a Interoperabilidade de Imagens (IIIF) Ajuda

Última Atualização: 18 de setembro de 2015