Natal, Rodésia e África Oriental Britânica

Descrição

Em maio de 1910, a Verein für Sozialpolitik (Associação para a Política Social), uma organização influente de economistas alemães em Berlim, decidiu encomendar uma série de estudos sobre a colonização e assentamento de regiões tropicais pelos europeus, com o objetivo de determinar se, e em que condições, tais colonizações eram economica e socialmente sustentáveis. Os estudos foram realizados para ajudar no desenvolvimento do império alemão no exterior, e na África Oriental Alemã, em particular. Cada estudo deveria incluir uma visão geral de uma determinada região de colonização; análises de sua economia, relações econômicas entre os povos nativos e colonos, saúde pública e prevalência de doenças entre as populações de colonos, e uma avaliação das perspectivas para o assentamento e colonização europeus. Os estudos deveriam ser escritos por acadêmicos de Jena, Munique, Berlim e outras universidades alemãs, e deveriam cobrir colônias britânicas, holandesas, alemãs e americanas na África, América Latina, Sudeste Asiático e no Pacífico. Este volume, publicado em 1913, é dedicado à colonização europeia, em Natal (parte da atual África do Sul), Rodésia (atual Zimbábue), África Oriental Britânica (atual Quênia).

Data de Criação

Data do Assunto

Informação da Publicação

Duncker and Humblot, Munique e Leipzig

Idioma

Título no Idioma Original

Natal, Rhodesien, Britisch-Ostafrika

Tipo de Item

Descrição Física

v. 162 páginas, 23 centímetros

Observações

  • Da série: Schriften des Vereins fur sozialpolitik, e série: Die ansiedelung von Europa ern in den tropen.

Estrutura Internacional para a Interoperabilidade de Imagens (IIIF) Ajuda

Última Atualização: 18 de setembro de 2015