Um sonho de sacristão: São Cosme e Damião realizando uma cura milagrosa através do transplante de uma perna. Pintura a óleo atribuída ao Mestre de Los Balbases, cerca de 1495.

Descrição

São Cosme e Damião foram martíres cristãos que, segundo a lenda, exerciciam medicina sem cobrar e, portanto, foram representados para o público como ideais médicos.Neste retábulo espanhol, os santos aparecem em uma visão, paramentados na eleglância completa dos médicos acadêmicos, fazendo o milagre do transplante de uma perna. A visão é descrita em um livro de Jacobus de Voragine, de 1275 . Legenda aurea (A lenda dourada). A visão foi recebida na Igreja de São Cosme e Damião, em Roma, por um sacristão, que tinha uma doença que estava corroendo a carne sua perna. Uma noite, ele sonhou que os dois santos haviam vindo e cortado seu membro ruim e, em seu lugar, haviam transplantado a perna de um africano morto, que acabara de ser enterrado no cemitério próximo à igreja Quando acordou, o sacristão descobriu que tinha uma perna negra saudável, e descobriu-se que no corpo do africano agora faltava um membro. A conclusão: "Oremos, então, a estes mártires sagrados para que sejam nosso socorro e auxílio em todas as nossas dores, feridas e úlceras, e que por seus méritos, após esta vida, possamos chegar à bem-aventurança eterna no paraíso. Amém.'' É provável que a pintura estivesse, originalmente, na Igreja de São Cosme e Damião em Burgos, no norte da Espanha. O pintor é chamado de Mestre de Los Balbases, por causa de uma cidade próxima na qual há um retábulo feito por ele na Igreja de Santo Estevão.

Última Atualização: 12 de fevereiro de 2016