Uma descrição moderna e bastante precisa da América (ou a quarta parte do Mundo)

Descrição

Em 1554, Diego Gutiérrez foi nomeado o principal cosmógrafo do rei da Espanha na Casa de la Contratación. A coroa incumbiu a Casa de produzir um mapa do hemisfério ocidental em larga escala, frequentemente chamado de "a quarta parte do mundo". O objetivo do mapa era confirmar o direito de posse da Espanha quanto aos novos territórios descobertos contra as reivindicações rivais de Portugal e da França. A Espanha reivindicou todas as terras ao sul do Trópico de Câncer, o que é notoriamente mostrado. O mapa foi estampado pelo famoso gravador antuérpio Hieronymus Cock, que acrescentou inúmeros floreados artísticos, inclusive os brasões de armas das três forças rivais, um serpenteado Rio Amazonas que atravessa a região norte da América do Sul, sereias e lendários monstros marinhos, além de um elefante, um rinoceronte e um leão, na costa ocidental da África. O nome "California" está inscrito perto de Baja California, logo acima do Trópico de Câncer, a primeira vez que aparece em um mapa impresso. Sabe-se que existem apenas duas versões do mapa: este das coleções da Biblioteca do Congresso e outro da Biblioteca Britânica.

Data de Criação

Data do Assunto

Informação da Publicação

Hieronymus Cock, Antuérpia

Idioma

Título no Idioma Original

Americae sive Quartae Orbis Partis Nova et Exactissima Descriptio

Outras Palavras-Chave

Tipo de Item

Descrição Física

1 mapa; 83x86 centímetros, em folha de 100x102 centímetros. Originalmente impresso em 6 folhas.

Observações

  • Escala aproximadamente de 1:17.500.000

Estrutura Internacional para a Interoperabilidade de Imagens (IIIF) Ajuda

Última Atualização: 18 de setembro de 2015