O Livro da Nova Medicina Química

Descrição

Este importante texto apresenta uma exposição detalhada do sistema medicinal não galênico, baseado em harmonia, de Paracelso, ou seja, Phillip von Hohenheim (1493-1541), autor famoso do período renascentista, que defendia uma nova abordagem para a utilização de produtos químicos e minerais na medicina. O tratado, que compreende mais de 100 fólio, divide-se em uma introdução e vários capítulos. Na introdução, o autor deriva a palavra  Kimiya  do grego  χημεία  . Ele atribui a fundação da disciplina a Hermes, mas credita a Paracelso as mudanças da disciplina em direção à arte da medicina e da cura. Seções do tratado conectam elementos naturais com os signos zodiacais e discutem várias doenças, métodos químicos e a fabricação de poções, elixires, venenos e assim por diante. A data de composição não aparece em parte alguma do manuscrito, mas o ano de 1210 DH (1795-1796) é mencionado na página de título e pode referir-se à data em que foi adquirido por um dos seus primeiros proprietários.

Última Atualização: 18 de maio de 2015