História dos Afegãos

Descrição

A História dos Afegãos, publicado em inglês, em 1829, é a primeira história do povo afegão traduzida de um idioma não-ocidental a ser publicado em um idioma europeu. A obra original foi composta em persa, em 1609-11, por Neamet Ullah (em atividade de 1613 a 1630), na corte do imperador mogul Jahangir (1569-1627). Ullah baseou seu trabalho no material compilado por Hybet Khan, um assistente do general afegão Khan Jahan Lodi. A tradução é do filólogo e orientalista alemão Bernhard Dorn (1805-81), que baseou-se em uma cópia da história feita por Fut’h Khan em 1718. O livro cobre a história de Yacoob Israel, a quem o trabalho atribui a origem dos afegãos; a vida do neto de Yacoob, rei Talut (Saul), e a imigração dos seus descendentes para Ghor (no atual Afeganistão); e a propagação do Islã e a influência de Khaled ben Valeed, um célebre oficial do exército que se converteu ao Islã e usou sua habilidade militar para difundir o Islã na Ásia Central e Meridional. O trabalho narra, em seguida, os reinados dos governantes de duas dinastias que abriram caminho à ascensão do império mogul, ou seja, os sultãos Behlol, Sekander e Ibrahim, da família Lodi, e Sher Shah, da família Suri. A última seção relata as vidas dos afegãos dervixes transformados em santos, e o livro termina com relatos da genealogia das tribos afegãs que descendem de Sarbanni, Batni e Ghurghust, três filhos do patriarca Abd Ulrashid (também conhecido como Pathan , uma variação do termo "Pachtun"), um descendente do rei Saul.

Data de Criação

Data do Assunto

Informação da Publicação

Printed for the Oriental translation committee, Londres

Idioma

Título no Idioma Original

History of the Afghans

Tipo de Item

Estrutura Internacional para a Interoperabilidade de Imagens (IIIF) Ajuda

Última Atualização: 30 de setembro de 2016