Antiguidades Judaicas

Descrição

Jean Fouquet (141?-80?) foi o maior pintor francês do século XV. Sua genialidade se reflete em suas ilustrações de Antiguidades Judaicas, que Fouquet criou para Jacques d'Armagnac, o Duque de Nemours. Fouquet viajou para a Itália quando jovem, onde aprendeu a pintar com grande precisão de detalhes e a utilizar a perspectiva aérea, porém continuou a basear-se em sua terra natal, Touraine, com relação a muitos aspectos de sua arte, especialmente formas e cores. Nestas ilustrações, sua representação do cerco de Jericó evoca uma cidade às margens do Loire, enquanto sua representação do Templo de Jerusalém assemelha-se a uma Catedral de Tours modificada. Antiguidades Judaicas foi escrita pelo historiador judeu do século I, Flavius Josephus (38?-100?) e reconta a história do povo judeu, da Criação à eclosão da revolta judaica contra os romanos, em 66 d.C.. Produzido em grego e traduzido para o latim, o livro foi lido pelos primeiros cristãos e manteve-se popular tanto entre os cristãos quanto os judeus. Este manuscrito pertenceu ao rei francês Francis I (1494-1547), que o confiscou de Charles III, Duque de Bourbon (1490-1527), em 1523.

Última Atualização: 18 de setembro de 2015