“As obras do filósofo de Sans Souci” de Frederico, o Grande. Volume I

Descrição

A edição de três volumes das obras selecionadas por Frederico II, rei da Prússia, impressa em 1749-1750, foi a primeira produção da imprensa privada de Frederico no palácio de Sanssouci. O rei intitulou a edição, cujo conteúdo era inteiramente em francês, de Oeuvres du Philosophe de Sans Souci (As obras do filósofo de Sans Souci). Sanssouci era o nome do palácio de verão que Frederico havia construído nos arredores de Berlim entre 1745 e 1747. O volume um continha a burlesca poesia épica Le Palladion, escrita como uma brincadeira de carnaval e para permanecer em segredo absoluto por causa das duras sátiras dirigidas aos contemporâneos de Frederico e à religião cristã; apenas 24 cópias foram produzidas. Depois que Voltaire (de 1694 a 1778) chegou a Potsdam, em julho de 1750, ele recebeu os volumes dois e três do Oeuvres de 1750 para edição (embora não o volume um com Le Palladion). Frederico em seguida teve um novo volume um do Oeuvres impresso na imprensa de Sanssouci. Ele contém os oito odes e os 16 poemas conhecidos como épîtres, ou missivas, do volume dois de 1750, editado e revisado por Voltaire. Ele também inclui odes adicionais (um deles dirigido a Voltaire), e épîtres, bem como a primeira impressão de Frederico, “L’art de la guerre”, um poema em seis cantos, juntamente com gravuras de Georg Friedrich Schmidt produzidas de acordo com rascunhos de Blaise Nicolas Le Sueur.

Última Atualização: 19 de agosto de 2015