Flores de Abu Ma'shar

Descrição

Ja ibn Muḥammad al-Balkhī (787–886), conhecido como Abu Ma'shar, viveu em Bagdá, no século IX. Originalmente um acadêmico islâmico da Hadith (as tradições proféticas de Maomé) e contemporâneo do famoso filósofo al-Kindī, Abu Ma’shar desenvolveu um interesse pela astrologia aos 47 anos, uma idade relativamente avançada. Tornou-se o mais importante e prolífico escritor sobre astrologia na Idade Média. Seus discursos incorporaram e expandiram os estudos de acadêmicos anteriores de origem islâmica, persa, grega e mesopotâmica. Seus trabalhos foram traduzidas para o latim no século XII e, através de sua ampla circulação em forma de manuscrito, tiveram uma grande influência sobre os acadêmicos ocidentais. Este livro é a primeira edição de Abū Ma‘shar’s Kitāb taḥāwīl sinī al-‘ālam (também conhecido como o Kitāb al-nukat), tal como traduzido em latim pelo tradutor do século XII Johannes Hispalensis (João de Sevilha). O texto refere-se à natureza de um ano (ou mês ou dia), conforme determinado pelo horóscopo, e foi concebido como um manual prático para a instrução e formação de astrólogos. Incluídas no livro, estão inúmeras ilustraçõe dos planetas e constelações. A impressão é de Erhard Ratdolt, um gráfico famoso de Augsburg, Alemanha, que estabeleceu uma gráfica em Veneza, em sociedade com dois compatriotas, em 1475.

Data de Criação

Data do Assunto

Informação da Publicação

Erhard Ratdolt, Augsburgo, Alemanha

Idioma

Título no Idioma Original

Flores Albumasaris

Tipo de Item

Descrição Física

20 folhas (a última, em branco); xilogravuras: ilustrado; 20 centímetros

Observações

  • Conhecido como Flores astrologiae

Estrutura Internacional para a Interoperabilidade de Imagens (IIIF) Ajuda

Última Atualização: 18 de agosto de 2016