Sobre Substanciação Através de Relações Transitivas

Descrição

Este trabalho, do proeminente teólogo Shafi’i Muhammad al-Amidi (falecido em 1233 [631 DH]), consiste em três partes. A primeira parte, nas páginas 1 e 2, aborda as diferenças entre metáforas e símiles no discurso figurativo. A segunda parte, nas páginas 3–10, trata sobre o uso de analogias e relações transitivas para comprovar uma causa. Al-qiyas, ou o uso de relações transitivas para fundamentar uma causa, é um dos quatro pilares da jurisprudência islâmica. É, também, amplamente usado por gramáticos. A última parte, na página 11, é o começo de um tratado sobre a existência, tanto dentro, quanto fora da mente. Esta cópia do manuscrito foi feita em 1805 por um escriba desconhecido. Faz parte da Coleção Bašagić de Manuscritos Islâmicos, da Biblioteca Universitária de Bratislava, Eslováquia, inscrita no programa Memória do Mundo, da UNESCO, em 1997. Safvet beg Basagić (1870-1934) foi um acadêmico bósnio, poeta, jornalista e diretor de museu, que reuniu uma coleção de 284 volumes manuscritos e 365 volumes impressos que refletem o desenvolvimento da civilização islâmica, desde o seus primórdios até o início do século XX. O manuscrito é o item 280 na Jozef Blaškovič, Arabské, turecké a perzské rukopisy Univerzitnej knižnice v Bratislave (manuscritos em árabe, turco e persa da Biblioteca Universitária, Bratislava).

Data de Criação

Data do Assunto

Idioma

Título no Idioma Original

فى القياس الخلفى والعكسى

Tipo de Item

Descrição Física

53 fólios; 22 x 16 centímetros; tintas preta e vermelha; capa dura parcialmente em couro

Estrutura Internacional para a Interoperabilidade de Imagens (IIIF) Ajuda

Última Atualização: 6 de novembro de 2015