Próximo a Buckeye, Condado de Maricopa, Arizona,  colhedora de algodão migrante afro-americana  e seu bebê

Descrição

Esta fotografia, tirada por Dorothea Lange (1865-1965) no final de 1940, retrata uma migrante do sul e seu bebê, em uma fazenda de algodão do Arizona. Lange foi uma das mais importantes fotógrafas do século XX   . Após um periodo de aprendizado em Nova Iorque, Lange mudou-se para San Francisco e, em 1919, estabeleceu seu próprio estúdio. Durante a década de 1920 e o início da década de 1930, ela trabalhou como fotógrafa retratista. Em 1932, querendo ver um mundo diferente daquele das famílias da sociedade, as quais ela vinha fotografando, ela começou a tirar fotos das agitações trabalhistas de San Francisco e dos desempregados urbanos. Em 1935, ela aceitou o cargo de fotógrafa contratada da Administração Federal de Reinstalação, posteriormente nomeada Administração de Segurança Rural. Seu novo trabalho a levou para o sul, onde ela documentou pequenas cidades, as vidas de agricultores locatários e comunidades agrícolas experimentais. De volta ao oeste, Lange focou-se na vida de trabalhadores imigrantes. Em 1940, ela foi contratada pela Agência de Economia Agrícola para produzir fotografias para uma série de estudos comunitários na Califórnia e no Arizona.

Última Atualização: 18 de dezembro de 2013