Carta cifrada escrita por Rose Greenhow em papel especial de condolências

Descrição

Rose O'Neal Greenhow era uma espiã da Confederação durante a Guerra Civil Americana. Quando jovem, em Washington, ela fez amizade com muitos políticos influentes, incluindo o Presidente James Buchanan e o Senador da Carolina do Sul, John C. Calhoun, que exerceu um papel importante na formação de sua dedicação ao Sul. Durante a Guerra Civil, Greenhow escreveu mensagens cifradas (códigos secretos) para os Confederados, fornecendo informações sobre os planos militares da União. Jefferson Daves, presidente dos Confederados,  conferiu a ela o crédito de ter ajudado o Sul a vencer a Primeira Batalha de Bull Run. Greenhow enviou uma mensagem sobre os movimentos das tropas da União, a tempo para que o Brigadeiro-General Pierre Beauregard e Joseph E. Johnston pudessem encontrar-se em Manassas, Virgínia. Uma jovem senhora que trabalhava com Greenhow, de nome Betty Duvall, transportou a mensagem envolta em uma pequena bolsa de seda preta  e escondida no coque de seus cabelos. O Chefe do Serviço de Inteligência dos Estados Unidos, Allan Pinkerton, observou Rose Greenhow como parte de suas atividades de contra-inteligência e descobriu provas suficientes para colocá-la sob ordem de prisão domiciliar. Mais tarde ela foi transferida para a prisão e, em seguida, deportada para Richmond, Virgínia. Mostramos, aqui, uma de suas cartas em código.

Última Atualização: 1º de setembro de 2016